Artigos

14
mai/24

Assim como Maria, com Jesus nos braços e no coração

Imagem
Imagem

A Ordem de Santo Agostinho cultiva quatro títulos da Santa Mãe de Deus, Maria, a saber: Nossa Senhora da Graça, Nossa Senhora do Socorro (ambas do século XIV), Nossa Senhora do Bom Conselho (do século XV) e Nossa Senhora da Consolação e Correia (do Século XVII). Em todas essas iconografias sobre a Virgem Maria, Jesus Cristo possui a sua centralidade. Nós, agostinianos, enxergamos que Maria nos apresenta o seu filho Jesus nos braços para que ele alcance os nossos corações. Assim, ele será o nosso caminho, a verdade que buscamos e a vida que nos comprometemos a refazer através das nossas ações pelo mundo.

De fato, todas essas imagens da Virgem Maria condensam o que nosso patrono, Agostinho de Hipona, pensava sobre a presença de Maria na história da salvação da humanidade. Para ele, Maria é o símbolo da discípula fiel, prudente e crente na palavra de Deus. E por esses atributos, o impossível se realizaria no meio da humanidade. E essa realidade começaria através da sua própria vida.

“Maria cumpriu, e cumpriu perfeitamente, a vontade do Pai; e, por isso, Maria tem mais mérito por ter sido discípula de Cristo do que por ter sido mãe de Cristo; mais ditosa é Maria por ter sido discípula de Cristo do que por ter sido mãe de Cristo.” (Santo Agostinho in Sermão 25, 7-8)

Essa afirmação nos coloca diante de uma realidade privilegiada para todos aqueles que creem em Cristo. Somos bem aventurados, não porque somos contemporâneos ao nascimento de Cristo Jesus. Mas, sim, porque somos capazes de escutar a sua palavra, que atravessou os séculos, e colocá-la em prática em nosso cotidiano. Essa vivência da vontade de Deus foi feita primeiro na carne da própria Virgem Maria. Por isso, ela é bem aventurada pela sua fé, mais do que pela sua proximidade ao evento histórico da epifania do Senhor no meio da humanidade. “A Virgem não concebeu a Cristo desejando-o carnalmente, mas, sim, crendo espiritualmente.” (Santo Agostinho in Sermão, 67,21)

De fato, a vivência da maternidade em Maria se encontra na sua capacidade de viver a fé e não pelo fato biológico de ser mãe de Jesus. A palavra de Deus se faz carne através de sua permissão consciente de estar intrinsecamente ligada a Deus. Estando disposta a assumir as consequências dessa escolha. Dessa forma, a personagem bíblica nos ensina que a fé não somente faz o impossível acontecer, mas fortalece os laços da humanidade com a própria divindade. “Maria foi bem aventurada por ter guardado a palavra de Deus, por isso, os homens não devem se alegrar pela descendência temporal, mas alegrar-se pelo espírito que une a Deus.” (Santo Agostinho in Comentário ao Evangelho de São João 10, 3)

Esse é o sentido pelo qual devotamos a nossa proteção na Santa Mãe de Deus. Nela, vemos a possibilidade de realizar em nós as maravilhas de Deus. A crença na presença encarnada de Deus no meio da humanidade nos ajuda a colocarmos todas as nossas esperanças no amor divino por nós.

Maria é o exemplo de fé que todos nós buscamos viver. A sua virgindade é para nós estímulo para a fidelidade nas promessas de Deus. Assim como a certeza de que Deus protege a todos aqueles que escutam a sua palavra e a põem em prática. Como o próprio Agostinho diz no Sermão 25, 8: “Guardem em vossas mentes a virgindade, ou seja, a integridade da fé católica.”

Sob a inspiração e a fidelidade a Deus deixada pela Virgem Maria, continuemos a nossa caminhada pelo mundo. Maria nunca está só, ela está sempre acompanhada de seu filho. Seja em seus braços, seja em seu coração. Que nós possamos seguir seu exemplo, neste mesmo relacionamento com seu filho Jesus, em todos os momentos de nossas vidas.

Frei Arthur Vianna Fereira, OSA

Artigo publicado na coluna Fala Agostinho, do Jornal Inquietude On-line, edição de abril/maio de 2024.

+ Mapa do Site

Política de Privacidade
Cúria Provincial Agostiniana Rua Mato Grosso, 936, Santo Agostinho Belo Horizonte - MG, 30190-085 +55 (31) 2125-6879 comunicacao@agostinianos.org.br

Fique por dentro de tudo o que acontece na Província. Cadastre seu e-mail para receber nossa Newsletter.