Notícias

19
nov/21

Santo Agostinho: uma herança a ser transmitida

Santo Agostinho foi e continua a ser uma figura emblemática na história da Igreja e da humanidade. Africano de nascimento, romano de cultura, é considerado uma das mentes mais brilhantes, não só da cultura ocidental, mas de todos os tempos e lugares.

Com roteiro e locução do Frei Luiz Antônio Pinheiro, OSA, o vídeo Santo Agostinho: uma herança a ser transmitida, traz um pouco sobre a figura de Agostinho, o contexto histórico da Ordem de Santo Agostinho e sua organização desde os primeiros tempos, no século XIII, e seus mais variados campos de atuação.

O registro da presença dos agostinianos portugueses, na Bahia, entre 1693 a 1824. A chegada dos agostinianos das Filipinas e outros grupos. E, a partir de 1929, a vinda dos agostinianos da Espanha para o Brasil.

Em 2009, celebrando os 80 anos de chegada dos agostinianos vindos do Escorial, na Espanha, e que se estabeleceram nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais e iniciaram em 1934 o sonho de construir o Colégio Santo Agostinho em Belo Horizonte (MG).

A chama do coração inquieto de Santo Agostinho sobreviveu aos séculos!

Em abril de 2007, durante a visita do Papa Bento XVI, a Pavia, no norte da Itália - onde repousam as relíquias de Santo Agostinho, desde o século VIII, o então Prior Geral da Ordem, Frei Robert Francis Prevost, OSA. em seu discurso de boas-vindas ao Papa Bento, disse que "os agostinianos, como herdeiros espirituais de Santo Agostinho, têm a missão de continuar a manter acesa a chama de sua mensagem".

Bento XVI, que se considera um Papa Agostiniano, expressou o significado de Santo Agostinho em sua vida pessoal, dizendo que em sua primeira Carta Encíclica, “Deus caritas est” (Deus é amor), sobre o amor cristão, tem uma claríssima influência agostiniana, sobretudo na primeira parte. O Papa destacou a centralidade do amor de Deus manifestado à humanidade através de seu filho Jesus Cristo. Este amor, descoberto por Santo Agostinho, modificou a sua vida.

Confira o vídeo: